Verdades e mentiras do filme Invocação do Mal 2

GD Star Rating
loading...
Newsletter:
  

Sobre Verdades e mentiras do filme Invocação do Mal 2

Este é um vídeo do Canal Assombrado que analisa o que que seriam as verdades e mentiras no Invocação do Mal 2, um filme de terror dirigido por James Wan em junho de 2016 que é baseado em um caso real, seguindo o casal Warren quando eles viajam para o Reino Unido a fim de ajudar a família Hodgson, a qual estava sendo vítima de uma suposta atividade poltergeist quando moravam em uma casa em Enfield em 1977.

Com trechos de documentários a respeito do caso, relatos e artigos relacionados, o vídeo expõe o que seria invenção de Hollywood e o que seria verdade de acordo com estas fontes, o que não significa que é necessariamente o que aconteceu na vida real.

O Caso Einfield

Tudo começou na noite do dia 30 de agosto de 1977. A senhora Hodgson, uma mãe divorciada de 40 anos vivia com seus quatro filhos: Margareth, de 13 anos; Janet, de 11; Jhonny, de 10, e Billy; de 7 anos. Os eventos se concentraram em Janet e Margareth e o caso foi um dos mais bem documentados da história, com horas e mais horas de gravações, com destaque para a horrível voz que saia da boca de Janet.

Diz-se que os supostos fenômenos começaram depois que as irmãs Janet e Margaret brincaram com um Tabuleiro Ouija. A partir daí, diz-se que cômodas se moviam sozinhas pelos quartos, espíritos se comunicavam por batidas nas paredes (tipo aquele episódio do Chaves) e até a cortina tentou estrangular Janet, dentre outros acontecimentos estranhos. A família teria também buscado ajuda de vizinhos e até da polícia, que não puderam auxiliar muito, mas também acabariam sendo testemunhas do que estava ocorrendo na casa dos Hodgsons.

Além disto, uma voz rouca masculina saiu da boca de Janet e entregou uma mensagem de além-túmulo, descrevendo em detalhes o momento de sua morte. “Apenas antes de eu morrer, fiquei cego, e então tive uma hemorragia, adormeci e morri na cadeira no canto, sob às escadas”, disse a tal voz que ainda pode ser ouvida em áudio hoje em dia. Esta seria a de um homem chamado Bill Wilkins, vários anos após a sua morte, que realmente viveu naquela casa.

Como dito acima, o Poltergeist de Enfield foi um dos casos mais estudados por parapsicólogos e documentados pela imprensa, em horas e mais horas de fitas gravadas do caso Enfield. Existem também diversas fotografias. Pra completar, uma equipe do jornal Daily Morrir teria visitado a residência pôde contemplar a suposta assombração, quando uma peça de lego saiu disparada e atingiu a testa do fotógrafo Graham Morris ao tentar tirar uma foto. A equipe da BBC constatou que os componentes de metal de seus equipamentos de gravação haviam sido entortados e as gravações apagadas. O repórter George Fallows, vendo que a coisa não era uma brincadeira, quem pôs a Peggy em contato com Maurice Grosse, membro da Society for Psychical Research.

Entretanto, o filme tem muitas partes espetaculares que podem ter sido ou não baseadas nestes testemunhos e gravações. Assista o vídeo e saiba mais a respeito nos links abaixo e tente tirar sua própria conclusão. O que você acha? Pra mim, partindo do pressuposto que os relatos não são mentirosos, tem realmente uns fatos inexplicáveis, mas não descarto a hipótese de ter sido alguma brincadeira das meninas que fugiu do controle e acabou convidando alguma entidade demoníaca para perturbar a família.

Conheça mais


Adicionado Em: 31 de agosto de 2018

Canal: AssombradO

Visualizações: 1

Duração: 27:33

Categorias: Vídeos

Tags: ,

GD Star Rating
loading...

Este Link:

Deixe um comentário